MIT em Desenvolvimento Full Stack

MIT em Desenvolvimento Full Stack

SOMENTE PARA DESENVOLVEDORES

Ser um desenvolvedor Full Stack vai além de aprender separadamente o front-end e back-end: é saber integrar com qualidade estas duas stacks. A pós-graduação dá match nestas duas áreas e prepara o profissional para construir aplicações Web usando as principais tecnologias, tais como React, JamStack, Node.JS e MongoDB.

Disciplinas e Competências

  • Desenvolver um app baseado no ciclo de vida das aplicações web com React
  • Desenvolver as rotas da aplicação conforme as boas práticas do React
  • Desenvolver os formulários através de componentes com React
  • Desenvolver componentes estilizados com React

Complementares 

  • Criar componente com Figma e SGV
  • Realizar o deploy do front-end no Vercel

  • Desenvolver o controle de estado na aplicação com React
  • Desenvolver aplicações que evitem renderização desnecessária com React
  • Desenvolver aplicações que escutam e reagem a eventos com React
  • Desenvolver validação e autenticação de usuários com React

Complementares

  • Transformar uma aplicação web em um app com React Native
  • Realizar o deploy do front-end no Heroku

  • Desenvolver o modelo de rotas respeitando os tipos de requisição
  • Desenvolver o middleware da aplicação organizado em módulos
  • Desenvolver as funções de programação async usando JavaScript
  • Desenvolver o conjunto de serviços da aplicação

Complementares

  • Desenvolver aplicações para apresentações de gráficos com Chart.JS
  • Desenvolver aplicações para trabalhos em tempo real com Socket.io

  • Desenvolver a API em cima da arquitetura mais viável
  • Desenvolver o modelo de banco de dados da aplicação
  • Desenvolver as operações de CRUD para a aplicação
  • Desenvolver a camada de autenticação e permissão da aplicação

Complementares

  • Desenvolver aplicações que enviem notificações
  • Realizar a integração com a api do Facebook

  • Desenvolver a arquitetura da aplicação com Jamstack
  • Desenvolver a estrutura da aplicação e os seus componentes com Gatsby
  • Desenvolver a aplicação com formulários estáticos com Gatsby
  • Desenvolver as rotas utilizadas na aplicação com Gatsby

Complementares

  • Desenvolver aplicações Jamstack com Headless CMS
  • Desenvolver aplicações Gatsby com Edge Computing

  • Otimizar a arquitetura da aplicação para performace e a segurança com Jamstack
  • Desenvolver os formulários da aplicação e relacioná-los às rotas com Next.js
  • Desenvolver aplicações que evitem renderização desnecessária com Next.js
  • Desenvolver validação e autenticação de usuários com Next.js

Complementares

  • Desenvolver aplicações Next.js com Strapi
  • Recuperar dados em Next.js com Apollo GraphQL

  • Desenvolver o modelo de rotas respeitando os tipos de requisição
  • Desenvolver o middleware da aplicação organizado em módulos
  • Desenvolver as funções com boas práticas de programação async usando Typescript
  • Desenvolver o conjunto de serviços da aplicação

Complementares

  • Desenvolver aplicações utilizando Restfy
  • Desenvolver aplicações com casos de teste em Jest

  • Desenvolver o Schema do banco de dados da aplicação
  • Desenvolver a modelagem do banco dados em documentos
  • Desenvolver o processo de conexão e uso das operações do banco de dados
  • Desenvolver a aplicação com o uso do Mongoose

Complementares

  • Desenvolver aplicações com banco de dados em Redis
  • Desenvolver aplicações integradas ao Swagger

Perguntas frequentes

Você terá uma verdadeira experiência de sala de aula, participando por áudio e vídeo, tirando dúvidas com os professores e construindo seu networking.

São 64 aulas interativas ao vivo e sete dias por semana de aprendizado na comunidade online. Você tem o apoio de professores dedicados, que são experts no assunto, e aprende junto com uma turma de profissionais de todo o Brasil.

Desenvolvedores de software que desejam se especializar em aplicações web Full Stack nas plataformas mais demandadas pelo mercado.

Para assistir às aulas, basta um celular com câmera e boa conexão internet wifi ou 4g, mas será bem mais produtivo se você usar um desktop ou notebook com câmera e um confortável fone de ouvidos, que é a configuração recomendada.

Para fazer os trabalhos e enviar pelo Moodle, você deve usar um computador com configuração mínima Core i3, 4gb de RAM (recomendável 8gb) e internet de boa qualidade.

Ao tornar-se aluno, você terá direito a uma conta no G Suite do Google e acesso a todas as VMs (Virtual Machines) necessárias para seu aprendizado, assim como instruções para baixá-las e utilizá-las.

Coordenador

Elberth Moraes

Coordena a pós-graduação, que é ministrada por professores do quadro permanente do Instituto Infnet.

Prof. Elberth é um profissional atuante no desenvolvimento de software desde 1998, hoje trabalha como gestor de desenvolvimento na Dataprev. É Mestre em Informática pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) e Especialista em Análise, Projeto e Gerência de Sistemas.

 

Carreiras

A pós-graduação prepara o aluno para a carreira de Desenvolvedor Full Stack.

Temas abordados

única

SALA DE AULA

Experiência de sala de aula, com alunos participando por audio e vídeo, durante todo o curso.

AVANÇADO

Ideal para profissionais que já sabem programar e visam avançar na carreira enquanto mantém-se técnicos.

CORPO DOCENTE

Formado por profissionais de mercado altamente qualificados e experientes.

MAIS PRÁTICO

Você demonstra as competências em projetos que entrega a cada disciplina, e não em provas teóricas.

NETWORKING

Colegas atuantes no mercado e que proporcionam um networking amplificado pela comunidade online de alunos, egressos e professores.

FLEXÍVEL

As aulas são ao vivo, mas ficam gravadas para você assistir conforme sua disponibilidade.

Um time de professores experts

Cristiano de Macedo
Cristiano de Macedo

Com mais de 25 anos de experiência em desenvolvimento de software, trabalhou como analista de sistemas e analista de requisitos atendendo a Petrobrás e a Magnesita, dentre outras empresas. Atualmente atua como full stack developer da Toro Investimentos.

Daniel Costa
Daniel Costa

Analista em desenvolvimento de sistemas de informação, sites e aplicativos, já atuou como desenvolvedor web e gerente em diversos projetos transacionais de analytics e de inovação e pesquisa. Hoje, é analista na Dataprev e desenvolvedor front-end e gerente de projeto na plataforma online “Meu INSS”, que atende 30 milhões de brasileiros. É mestre em Informática pela UNIRIO.

Ezer Mello
Ezer Mello

Já atuou em funções de analista de sistemas sênior e especialista de tecnologia em empresas como a Rede Globo e na organização APPAI. Possui conhecimento nas aplicações de diferentes tecnologias e ferramentas relacionadas ao desenvolvimento Full Stack, como arquitetura de software, Node.JS, AWS, data warehouse TFS, React.js, SQS, SNS, Microsoft SQL e NoSQL, Docker e ASP.NET, além das linguagens UML, C#, CSS e HTML. É pós-graduado em Engenharia de Software .NET pelo Instituto Infnet.

Liniker Silva
Liniker Silva

Atualmente trabalha alocado nas organizações Globo, onde atua com front-end, back-end, modelagem de dados e métodos ágeis. Nos últimos dez anos, atuou como desenvolvedor Web e analista de sistemas sênior na iBlue, Microware e Controller Brasil. Possui mais de 15 licenças e certificados relacionados a sua área de atuação.

O time de professores, naturalmente, pode ser alterado ao longo do tempo.

Flexível

Você assiste às aulas, estuda e faz os trabalhos no horário que puder.
Assistir ao vivo é o ideal, mas é você quem decide. Faça seu horário!

Distanciamento Social

Impulsiona demanda

Uma intensa fase de transformação digital foi acentuada pelo distanciamento social.

A demanda global por profissionais de desenvolvimento de software é imensa, e o mercado para Desenvolvedores Full Stack é um dos mais aquecidos. Com a adequação dos cargos para o trabalho remoto, as oportunidades são nacionais e internacionais.

DEPOIMENTOS DE ALUNOS

Perguntas frequentes

O Infnet é a melhor faculdade de tecnologia do Rio de Janeiro. Foi fundado em 1994, para o ensino de excelência voltado às necessidades do mercado, e tornou-se referência nesse segmento. A proposta do Instituto é ensinar tecnologia aplicada ao contexto de negócios, isto é, como uma ferramenta para o desenvolvimento das organizações.

Nossa qualidade foi reconhecida pelo MEC, que conferiu conceito máximo (5) para a modalidade EAD da instituição e para todas as graduações reconhecidas.
Este nível de qualidade só é possível pela metodologia que combina aulas ao vivo diárias e o aprendizado através do desenvolvimento de projetos com desafios reais da profissão. Além disso, a metodologia de avaliação por competências aproxima os alunos do mercado de trabalho.

Sim, com aprofundamento em cada disciplina, como se espera de um curso de especialização. Para nós, pós-graduação não pode ser videoaula gravada para autoestudo. 

É uma pós-graduação de verdade, com aulas de verdade.

Você precisará assistir a todas as aulas, ao vivo ou gravadas, como for melhor para você. Também precisará fazer os projetos e estudar os conteúdos indicados. É esperada uma dedicação média de cerca de oito horas por semana ao longo dos onze meses de aulas.

São profissionais que trabalham na área em que lecionam, recrutados dentre os melhores profissionais em empresas como Petrobras, White Martins, Stone, Globo, Dataprev, Eletrobras Furnas, Ágora, BNDES, Amil e Accenture. O Instituto Infnet acredita que só quem trabalha no setor é capaz de ministrar aulas conectadas com o mercado. Além disso, em sua maioria, possuem mestrado ou doutorado e as certificações cobertas no programa.

Sim, precisa – ao vivo ou gravadas. O ideal é conseguir assistir ao vivo para aproveitar ao máximo, mas não é obrigatório.  Para ser aprovado em uma disciplina, é necessário ter assistido todas as oito aulas até o dia da entrega do projeto, que acontece uma semana depois da última aula ao vivo.

Porque é uma pós-graduação para o aluno aprender de verdade, e não uma sequência de palestras.

Cada disciplina tem 45 horas de aulas, estudos e desenvolvimento de projeto, permitindo que o aluno aprofunde-se no assunto, em nível profissional.

Ter dezenas de disciplinas curtas e professores variados pode parecer bom à primeira vista, mas é a fórmula para um curso sem profundidade.

Você terá que fazê-la novamente (a mesma ou uma disciplina similar, indicada pela instituição).

O aluno aprende muito mais fazendo projetos ao longo de todo o curso do que em um TCC no final. Além disso, é muito comum no Brasil o aluno deixar de entregar seu TCC e perder o certificado.

Projetos espalhados durante a pós-graduação ajudam o aluno a manter o ritmo e oferecem oportunidades de avaliação mais aprofundadas e justas que provas online.

Você terá as mesmas oportunidades de aprendizado, com aulas ao vivo, colegas de classe, trabalhos e indicação de conteúdos adicionais para estudar.

Só existe uma forma transparente e objetiva de indicar o que o aluno domina ao final de um curso: uma lista de competências.

“Competência” é algo que você sabe realizar ou resolver. Ao final da pós-graduação, você terá um conjunto de novas competências para aplicar em seu trabalho.
Sim, o certificado da pós-graduação na modalidade Live é o mesmo de uma pós-graduação presencial.

Para assistir às aulas, basta um celular com câmera e boa conexão internet wifi ou 4g. Melhor ainda se você usar um desktop ou notebook com câmera e um confortável fone de ouvidos, que é a configuração recomendada.

A pós-graduação utiliza uma solução integrada de Moodle, Zoom, Workplace, biblioteca Safari e G Suite. Apesar de todos eles terem versões para mobile, em vários momentos será bem mais confortável usar um computador.

Alguns títulos de pós têm exigências específicas de hardware para a utilização de máquinas virtuais e labs remotos.

Para fazer sua matrícula, converse conosco abaixo: