Pós-Graduação MIT em Desenvolvimento Mobile: Android, iOS e Multiplataforma

Pós-Graduação
MIT em Desenvolvimento Mobile: Android, iOS e Multiplataforma

Somente para programadores

Forma profissionais capazes de desenvolver aplicativos móveis multiplataforma e híbridos para Android e iOS. Ideal para desenvolvedores que desejam se especializar em mobile ou que pretendem empreender desenvolvendo apps.

Disciplinas e Competências

  • Desenvolver aplicações com propriedades, estados, contextos, hooks e rotas
  • Desenvolver layouts responsivos com React Native
  • Desenvolver aplicações com múltiplas telas e coleções com React Native
  • Desenvolver aplicações com geolocalização e mapas com React Native

Complementares 

  • Desenvolver aplicações com JavaScript
  • Desenvolver aplicações com TypeScript
  •  

  • Desenvolver componentes de interface usando NativeBase
  • Gerenciar estado da aplicação React Native
  • Desenvolver aplicações com Flux e GraphQL com React Native
  • Publicar e gerir aplicações React Native

  • Desenvolver aplicações simples com Flutter
  • Desenvolver layouts responsivos com Flutter
  • Desenvolver aplicações com múltiplas telas e gerenciamento de estados em Flutter
  • Desenvolver aplicações com geolocalização e mapas com Flutter

Complementares 

  • Desenvolver algoritmos com Dart

  • Desenvolver aplicações Flutter com acesso a dados via Firebase
  • Acessar APIs RESTful com Flutter
  • Desenvolver plugins Flutter
  • Publicar e gerir aplicações Flutter

  • Descrever a arquitetura do sistema Android e desenvolver com a linguagem Kotlin
  • Desenvolver apps com uma ou múltiplas Activities, Intents implícitas e listas com a RecyclerView
  • Desenvolver apps com leitura de dados a partir de raw resources e asset files e com persistência local
  • Desenvolver interfaces utilizando o editor visual e o ConstraintLayout, com componentes visuais nativos do Android e dentro dos princípios do Material Design e padrões de acessibilidade

Complementares 

  • Converter código Java em Kotlin

  • Desenvolver apps com interfaces dinâmicas utilizando fragmentos
  • Desenvolver apps com persistência remota no ambiente Firebase e que consomem APIs Restful
  • Desenvolver apps com notificações, com permissões em tempo de execução e tarefas em segundo plano
  • Desenvolver apps com localização de idiomas, preferências e anúncios dentro dos aplicativos

  • Construir personas, entrevistar usuários e escrever histórias
  • Construir wireframes, protótipos, interfaces e testes
  • Aplicar telemetria para Analytics
  • Construir aplicações responsivas com padrões mobile para iOS e Android

Complementares 

  • Explicar aspectos de interação homem-computador
  • Compreender aspectos interpessoais da usabilidade
  • Explicar Processos de negócios e engenharia de software na usabilidade

  • Implementar service workers e caching em aplicações web progressivas
  • Implementar arquitetura de app shell em aplicações web progressivas
  • Implementar armazenamento client-side em aplicações web progressivas
  • Implementar fundamentos de UX em aplicações web progressivas

Complementares 

  • Desenvolver Accelerated Mobile Pages (AMP)

Perguntas frequentes

Você terá uma verdadeira experiência de sala de aula, participando por áudio e vídeo, tirando dúvidas com os professores e construindo seu networking.

São 64 aulas interativas ao vivo e sete dias por semana de aprendizado na comunidade online. Você tem o apoio de professores dedicados, que são experts no assunto, e aprende junto com uma turma de profissionais de todo o Brasil.

Profissionais que já sabem programar e desejam aprender a criar apps para dispositivos móveis.

Para assistir às aulas, basta um celular com câmera e boa conexão internet wifi ou 4g. Melhor ainda se você usar um desktop ou notebook com câmera e um confortável fone de ouvidos, que é a configuração recomendada.

Para fazer os trabalhos e enviar pelo Moodle, você deve usar um computador. Ao tornar-se aluno, você terá direito a uma conta no G Suite do Google, para desenvolver os trabalhos.

Ter conhecimento em alguma linguagem de programação e no funcionamento básico da Web.

Coordenador

Carlos Pivotto

Carlos Pivotto, nos últimos quinze anos, especificou, projetou e liderou projetos de desenvolvimento de software de instituições de governo federal e municipal, de economia mista do setor petroquímico e do setor privado. Mestre em Engenharia de Sistemas e Computação pela COPPE/UFRJ e graduado em Engenharia de Computação e Informação pela UFRJ. Atua como professor de graduação e pós-graduação nas áreas de Engenharia de Software, Arquitetura de Software, Sistemas de Informação e Linguagens de Programação.

Carreiras

Este MIT forma profissionais para assumirem cargos como Desenvolvedor React Native, Desenvolvedor Flutter, Desenvolvedor Android e Desenvolvedor Mobile.

Temas abordados

Única

Avançado

Ideal para profissionais que visam se especializar no desenvolvimento de apps para dispositivos móveis.

Corpo docente

Formado por profissionais de mercado altamente qualificados e experientes.

Networking

Exclusivo para profissionais de TI com experiência prévia em desenvolvimento de software, garantindo uma rede de contatos de alto nível.

Flexível

Aulas gravadas para você assistir conforme sua disponibilidade.

Um time de professores experts

Prof Armenio

Armênio Cardoso

Pioneiro no ensino da linguagem Java no Brasil, desde 1997. Trabalhou em projetos de desenvolvimento de software na Petrobras, Alcatel, Banco Icatu, Embratel, Cepel, Cobra e Amil. Atuou como programador, instrutor, analista, tradutor e revisor de livros técnicos e software.

Lucas

Lucas Reis

Focado no desenvolvimento mobile, possui experiência em várias áreas do desenvolvimento de software: front-end e back-end, resolução de problemas junto ao usuário, criação de soluções mobile e desenvolvimento Android e iOS. Já atuou em grandes empresas como Radix e, atualmente, trabalha na Rede Globo.
Cidcley

Cidcley Schmitt

É experiente em desenvolvimento web, front-end, Design da Interface do Usuário (UI), Design da Experiência do Usuário (UX) e Design de Interação (IxD). Com mais de 14 anos de atuação, hoje, é Coordenador de Projetos de TI na CAIXA, participando de projetos voltados para o Fundo de Garantia - FGTS

O time de professores, naturalmente, pode ser alterado ao longo do tempo.

Flexível

Você assiste às aulas, estuda e faz os trabalhos no horário que puder.
Assistir ao vivo é o ideal, mas é você quem decide. Faça seu horário!

Distanciamento Social

Impulsiona demanda

Uma intensa fase de transformação digital foi acentuada pelo distanciamento social, levando à digitalização de inúmeros processos corporativos.

A demanda global por profissionais da área de desenvolvimento mobile é imensa, e o mercado das aplicações móveis é um dos mais aquecidos. Com a adequação dos cargos para o trabalho remoto, as oportunidades são nacionais e internacionais.

Perguntas frequentes

O Infnet é a melhor faculdade de tecnologia do Rio de Janeiro. Foi fundado em 1994, para o ensino de excelência voltado às necessidades do mercado, e tornou-se referência nesse segmento. A proposta do Instituto é ensinar tecnologia aplicada ao contexto de negócios, isto é, como uma ferramenta para o desenvolvimento das organizações.

Nossa qualidade foi reconhecida pelo MEC, que conferiu conceito máximo (5) para a modalidade EAD da instituição e para todas as graduações reconhecidas.
Este nível de qualidade só é possível pela metodologia que combina aulas ao vivo diárias e o aprendizado através do desenvolvimento de projetos com desafios reais da profissão. Além disso, a metodologia de avaliação por competências aproxima os alunos do mercado de trabalho.

Sim, com aprofundamento em cada disciplina, como se espera de um curso de especialização. Para nós, pós-graduação não pode ser videoaula gravada para autoestudo. 

É uma pós-graduação de verdade, com aulas de verdade.

Você precisará assistir a todas as aulas, ao vivo ou gravadas, como for melhor para você. Também precisará fazer os projetos e estudar os conteúdos indicados. É esperada uma dedicação média de cerca de oito horas por semana ao longo dos onze meses de aulas.

São profissionais que trabalham na área em que lecionam, recrutados dentre os melhores profissionais em empresas como Petrobras, White Martins, Stone, Globo, Dataprev, Eletrobras Furnas, Ágora, BNDES, Amil e Accenture. O Instituto Infnet acredita que só quem trabalha no setor é capaz de ministrar aulas conectadas com o mercado. Além disso, em sua maioria, possuem mestrado ou doutorado e as certificações cobertas no programa.

Sim, precisa – ao vivo ou gravadas. O ideal é conseguir assistir ao vivo para aproveitar ao máximo, mas não é obrigatório.  Para ser aprovado em uma disciplina, é necessário ter assistido todas as oito aulas até o dia da entrega do projeto, que acontece uma semana depois da última aula ao vivo.

Porque é uma pós-graduação para o aluno aprender de verdade, e não uma sequência de palestras.

Cada disciplina tem 45 horas de aulas, estudos e desenvolvimento de projeto, permitindo que o aluno aprofunde-se no assunto, em nível profissional.

Ter dezenas de disciplinas curtas e professores variados pode parecer bom à primeira vista, mas é a fórmula para um curso sem profundidade.

Você terá que fazê-la novamente (a mesma ou uma disciplina similar, indicada pela instituição).

O aluno aprende muito mais fazendo projetos ao longo de todo o curso do que em um TCC no final. Além disso, é muito comum no Brasil o aluno deixar de entregar seu TCC e perder o certificado.

Projetos espalhados durante a pós-graduação ajudam o aluno a manter o ritmo e oferecem oportunidades de avaliação mais aprofundadas e justas que provas online.

Você terá as mesmas oportunidades de aprendizado, com aulas ao vivo, colegas de classe, trabalhos e indicação de conteúdos adicionais para estudar.

Só existe uma forma transparente e objetiva de indicar o que o aluno domina ao final de um curso: uma lista de competências.

“Competência” é algo que você sabe realizar ou resolver. Ao final da pós-graduação, você terá um conjunto de novas competências para aplicar em seu trabalho.
Sim, o certificado da pós-graduação na modalidade Live é o mesmo de uma pós-graduação presencial.

Para assistir às aulas, basta um celular com câmera e boa conexão internet wifi ou 4g. Melhor ainda se você usar um desktop ou notebook com câmera e um confortável fone de ouvidos, que é a configuração recomendada.

A pós-graduação utiliza uma solução integrada de Moodle, Zoom, Workplace, biblioteca Safari e G Suite. Apesar de todos eles terem versões para mobile, em vários momentos será bem mais confortável usar um computador.

Alguns títulos de pós têm exigências específicas de hardware para a utilização de máquinas virtuais e labs remotos.

Para fazer sua matrícula, converse conosco abaixo: